Seguidores

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Antenada com a saúde - Depressão

Olá pessoal!
Matéria interessante sobre Depressão. Considerada doença do século, é bom nos manter informados para identificá-la desde o começo.
#acontecenasmelhoresfamílias



Fonte: Revista UMA, ed. 111

"Algumas pessoas adoram falar sobre seus problemas e, sempre que começam, a lista parece não ter fim. Quem nunca enfrentou uma semana daquelas, em que tudo parece dar errado? Contratempos, problemas, cobranças… Todos nós já passamos ou vamos passar um dia por isso. O perigo é quando a tensão, a preocupação e o desânimo insistem em perturbar a nossa rotina por muito tempo, e tudo o que conseguimos ver é o lado negativo das coisas, o que não deu certo, o que nos aborrece e o que nos atrapalha. Será que, se esses momentos persistirem por muito tempo, poderemos atribuí-los a uma má fase ou, na realidade, estaremos entrando em um quadro depressivo sem perceber?Segundo relatos médicos, os pacientes que demoram a aceitar que estão sentindo algo que não é normal já estão com sintomas de depressão e continuam acreditando que é só uma fase ruim, triste. Podemos definir a tristeza como um fenômeno passageiro que não impede a reação de uma pessoa com alegria com algum estímulo. Já a depressão é mais duradoura e muito mais intensa do que as simples oscilações de humor. O Dr. Ricardo Moreno, professor do Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (HU – FMUSP), explica que o deprimido reage às situações estressantes com um sofrimento maior e mais prolongado, muitas vezes, desproporcional ao motivo que causou o aborrecimento. “Tudo se transforma em problema e eles tornam-se mais pesados e difíceis de serem resolvidos. Quem sente uma tristeza normal busca a companhia de outras pessoas. O deprimido não, ele tende a se isolar”, diferencia Moreno.A depressão é causada por um desequilíbrio nas concentrações de algumas substâncias do cérebro. Certas pessoas têm predisposição genética para a depressão, mas a doença não se manifesta em todos os predispostos. O psiquiatra e professor de “Atualização em Medicina Comportamental” da UNIFESP, Geraldo Possendoro, afirma que as pessoas que têm familiares de primeiro grau com diagnóstico de depressão correm um risco três vezes maior de desenvolver a doença. “De cada 100 pessoas com depressão, 40 fazem o tratamento e são curadas. As outras 60 têm recaídas e parte destas terão de tomar medicamentos por toda a vida, da mesma forma que os pacientes de doenças crônicas, como hipertensão ou diabetes, tomam”, esclarece Possendoro. Algumas situações pelas quais passamos durante a vida podem “despertar” a doença – elas são chamadas de fatores estressores. O estresse físico e o psicológico, certas patologias, medicamentos, consumo de álcool e drogas, um divórcio, a morte de um parente, a perda de um emprego e alterações hormonais nas mulheres são alguns dos fatores estressores. Segundo a Organização Mundial da saúde (OMS), a previsão para 2020 é a de que a depressão será a segunda causa de incapacitação em países desenvolvidos. A doença tem vários tipos, como a depressão bipolar, a psicótica, a pós-parto, a sazonal, que aparece geralmente no inverno, entre outras.Remédios: mitos e medosDepois de uma intensa e dolorosa experiência pessoal, a escritora Catia Moraes resolveu desmistificar a depressão e o uso de antidepressivos. Assim nasceu o livro “Eu tomo antidepressivo, graças a Deus” (Editora Bestseller). “Eu queria jogar um facho de luz nos maiores inimigos da depressão, dos transtornos emocionais, de humor e mentais: a desinformação e o preconceito. Com isso, queria convidar as pessoas a encarar esses transtornos como doenças que ‘dão em gente’ e não em ‘loucos’, como dizem”, explica Moraes. Alguns mitos são claramente observados nos depoimentos reais, sinceros e humanos presentes no livro. Alguns deles são o estigma de que as pessoas depressivas estejam com frescura, de que isso é coisa de maluco ou fraqueza de caráter. Não há informação às pessoas de que os envolvidos podem estar com um desequilíbrio hormonal de serotonina (substância sedativa e calmante que regula o humor), dopamina e noradrenalina (fornecedores de energia e disposição). “sem eles ou com algum desequilíbrio deles, não dá para ser feliz”, enfatiza a escritora.Depois de ver o pai sofrer com o “problema”, já que, nos anos 70 e 80, as pessoas tinham pudor até para pronunciar a palavra “depressão”, Catia teve de superar os próprios preconceitos para desvendar a doença e o uso dos remédios. “No meu tratamento com um psiquiatra-psicanalista, resisti muito aos antidepressivos, porque eles não ‘curaram’ meu pai nos anos 70. Aquilo, para mim, virou uma doença sem fim. Mas, desde a primeira vez que aceitei a tomar o remédio, foram necessários apenas 15 dias para sentir a melhora que me colocou num outro estágio emocional, energético”, desabafa.As pesquisas e os medicamentos evoluíram muito. O livro não defende o uso desse ou daquele procedimento médico, somente abre espaço para a discussão sobre a necessidade do tratamento psiquiátrico em muitos casos. Até hoje, as pessoas acreditam que o antidepressivo vicia, o que não é verdade. É preciso analisar corretamente os sintomas e o histórico de cada paciente, para saber se é um caso de transtorno de humor ou não, que tipo de tratamento será seguido, e se os medicamentos serão, ou não, necessários. “Achar que antidepressivo é a ‘pílula da felicidade’ é uma grande bobagem! Ninguém evita os sentimentos ruins, ou humanos, melhor dizendo, quando toma o remédio. Ele trata o patológico, neuroquimicamente, oferecendo aos neurônios o que eles precisam para manter o humor em ordem”, esclarece.

Ter uma alimentação equilibrada traz benefícios até na hora de manter o humor. Uma dieta pobre em triptofano por um período prolongado, juntamente com a pouca ingestão de vitamina B6, pode contribuir para o aparecimento desse transtorno de humor que é a depressão”, ressalta o Dr. Milton Mizumoto, especialista em Nutrologia e Medicina do Esporte. O triptofano é um aminoácido essencial que está presente em todos os alimentos de origem proteica, principalmente, na proteína de origem animal (carnes, ovos, leite e seus derivados). As pesquisas sobre depressão apontam uma série de evidências que mostram alterações na química do cérebro. Neurotransmissores, como a serotonina, a noradrenalina e a dopamina, são substâncias encarregadas de processar informações no cérebro, ou seja, estão envolvidas no processo. O triptofano é o aminoácido precursor da serotonina e a falta desta substância no organismo pode resultar em uma série de problemas emocionais. Por exemplo, um erro comum nas dietas da moda é o corte radical de pães, massas e arroz. Estes alimentos ajudam na absorção de triptofano e não devem ser eliminados do cardápio.Teste-se e veja se você tem os sintomas!Com frequência, são os familiares que percebem as alterações no comportamento dos deprimidos, já que eles mudam radicalmente a forma de agir e quase se transformam em outras pessoas. Seria como se uma tristeza permanente se apoderasse do corpo, da mente e de todos os impulsos daquele parente que a gente conhece tão bem. Se, durante 15 dias, pelo menos, uma pessoa manifestar a combinação de humor depressivo, desânimo ou cansaço exagerado – e a diminuição ou incapacidade de sentir prazer em atividades que antes eram prazerosas para ela – com a associação de, pelo menos, dois dos sintomas relacionados abaixo, já é possível diagnosticar um quadro de depressão. Porém, sintomas isolados não caracterizam a doença. Sendo assim, caso você tenha os primeiros três itens desta lista, não perca tempo e procure um psiquiatra.
( ) Humor depressivo, irritabilidade
( ) Desânimo, cansaço exagerado, falta de disposição
( ) Não sente mais prazer nas tarefas que antes gostava de fazer
( ) Vontade constante de chorar
( ) Tem insônia ou sono exagerado
( ) Falta de apetite ou fome demais, perda ou ganho de peso
( ) Pensamentos negativos de morte e doenças
( ) Sensação de desamparo, falta de esperança e vazio
( ) Perda ou diminuição do desejo sexual, da libido
( ) Abuso de medicamentos, álcool e drogas
( ) Desleixo ao se vestir, se arrumar, se pentear
( ) Dor de cabeça, nas costas e no peito
( ) Falta de ar, sensação de bolo na garganta
( ) Dificuldade de concentração e raciocínio, esquecimentos

Momento Dona de Casa


Como a maioria das mulheres hoje em dia, dou muito valor a minha vida profissional, mas não esqueço que também sou dona de casa e esposa. Não faço faxina, tenho uma pessoa que realiza esse trabalho para mim, aliás, uma pessoa de muita confiança. Gosto de conservar a casa sempre arrumada, limpinha, para que fique bem aconchegante. Meu marido e eu somos caseiros, gostamos de curtir nossa casinha. No comecinho de casada, tive algumas dificuldades e costumava anotar todas as dicas que me passavam. Na internet encontro muitas informações que deixarei arquivado no blog. O título das dicas será: Momento dona de casa. Então já sabem, quando verem esse título, é sinal de dicas ótimas para o lar. #euadoromeular
Truques Domésticos
1- Para evitar que as roupas lavadas com cloro ou água sanitária fiquem com aquele cheiro característico, coloque na água de enxague algumas pitadas de sal e o cheiro some na hora.
2- Para recuperar os biscoitos amanhecidos, leve-os, lado a lado, ao forno quente por alguns minutos ou no microondas por 30 segundos, na potência alta. Ficarão fresquinhos como novos.
3- Para remover manchas em tapetes, use creme de barbear. Faça espuma com o creme, porque a espuma é um bom removedor e age instantaneamente. Lave em seguida com pano úmido e depois seque.
4- Para retirar manchas de suor das roupas, deixe-as de molho em água morna e vinagre. As manchas somem num instante.
5- Para o detergente ficar mais eficiente, coloque algumas gotas de vinagre na garrafinha. Misture bem. Além de tudo é uma baita economia, porque pode comprar um detergente mais barato e assim potencializar sus efeitos.
6- Microondas sem odores, é só colocar uma tigela com água e algumas folhas de louro, ligue na potencia alta e deixe ferver. Fervido, desligue o microondas e deixe a tigela descansar no interior do microondas por 10 minutos

domingo, 29 de agosto de 2010

Personalidade Expresso Elas - Rose






Olá pessoal!!!
Pedi para Rose relacionar os esmaltes mais usados no salão e ela posou para a foto com eles. Todos da Impala: Ameixa doce (roxo), Fendi queimado (cinza) e Café Café. Além dos nudes, fluors , vermelhos e todos os rosas.
Conversamos também, a respeito do “boom” dos esmaltes coloridos. A quebra de paradigmas. Até pouco tempo atrás, usávamos esmaltes “clarinhos” ou algum tom de vermelho, quando queríamos nos sentir mais atraentes. Sem contar, que antigamente, havia muito preconceito com esmalte vermelho, diziam as “más línguas”, que vermelho era esmalte de prostituta.
Rose conta com entusiasmo a mudança ocorrida: - Antigamente os maridos não gostavam que suas mulheres usassem vermelho, hoje isso acontece, mas é muito raro. Tenho clientes que só usavam esmaltes clarinhos, hoje se divertem usando: azul, rosa, roxo (rsrsr).
O que mais me chamou atenção foi o fato de Rose comentar, que essa moda dos esmaltes coloridos interferiu também no comportamento de algumas clientes. Algumas, tímidas, só usavam esmaltes transparentes ou bem clarinhos. Hoje em dia, elas acompanham e usam as novas cores e mudaram também de comportamento, estão mais desinibidas.
Atualmente, algumas Grifes de luxo como a Chanel, ditam as tendências de esmaltes, que logo depois do lançamento, servem de inspiração para várias marcas do mundo.
Então... Solte a imaginação e se divirta. Hoje tudo é possível no que diz respeito ao uso de esmaltes. Podemos até usar cores diferentes nos pés e nas mãos, não precisamos combinar.
No momento, estou apaixonada pelos tons “rosa”. Esse que estou usando na foto é Penélope da Risqué.
Entre as fotos, está uma em que apareço com uma das amigas da Rose do salão, a também manicura Geni, muito simpática. Estamos com os esmaltes bem coloridos (rsrrs). Amo.
“Rose... Foi muito divertido essa nossa conversa e tenha certeza que aprendemos muito com você. Obrigada.”
Quero agradecer também, o carinho que todos manifestaram por Rose. Ela ficou emocionada e muito feliz. Pediu para agradecer a todos. Muito obrigada. #carinhoésemprebemvindo


sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Eu aprendi - William Shakespeare


Sabe qual foi a melhor e mais sensata decisão de minha vida? Ser feliz!
Quando isso aconteceu?
Não lembro, talvez desde pequena penso assim. . Mas sei que por ser assim, é que consigo superar e encarar as peripécias da vida.
Aprendi e estou sempre aprendendo. #vivendoeaprendendo


Eu aprendi
Eu aprendi que a melhor sala de aula do mundo está aos pés de uma pessoa mais velha;
Eu aprendi que ter uma criança adormecida nos braços é um dos momentos mais pacíficos do mundo, que ser gentil é mais importante do que estar certo;
Eu aprendi que nunca se deve negar um presente a uma criança;
Que eu sempre posso fazer uma prece por alguém quando não tenho a força para ajudá-lo de alguma outra forma; que não importa quanta seriedade a vida exija de você, cada um de nós precisa de um amigo brincalhão para se divertir junto;
Eu aprendi que algumas vezes tudo o que precisamos é de uma mão para segurar e um coração para nos entender;
Eu aprendi que os passeios simples com meu pai em volta do quarteirão nas noites de verão quando eu era criança fizeram maravilhas para mim quando me tornei adulto;
Eu aprendi que deveríamos ser gratos a Deus por não nos dar tudo que lhe pedimos;
Que dinheiro não compra "classe";
Eu aprendi que são os pequenos acontecimentos diários que tornam a vida espetacular;
Eu aprendi que debaixo da "casca grossa" existe uma pessoa que deseja ser apreciada, compreendida e amada;
Eu aprendi que Deus não fez tudo num só dia; o que me faz pensar que eu possa?
Eu aprendique ignorar os fatos não os altera;
Eu aprendi que quando você planeja se nivelar com alguém, apenas está permitindo que essa pessoa continue a magoar você;
Que é o AMOR, e não o TEMPO,que cura todas as feridas;
Eu aprendi que a maneira mais fácil para eu crescer como pessoa é me cercar de gente mais inteligente do que eu;
Que cada pessoa que a gente conhece deve ser saudada com um sorriso;
Eu aprendi que ninguém é perfeito até que você se apaixone por essa pessoa;
Eu aprendi que a vida é dura, mas eu sou mais ainda;
Eu aprendi que as oportunidades nunca são perdidas, alguém vai aproveitar as que você perdeu;
Que quando o ancoradouro se torna amargo a felicidade vai aportar em outro lugar;
Que devemos sempre ter palavras doces e gentis pois amanhã talvez tenhamos que engoli-las;
Eu aprendi que um sorriso é a maneira mais barata de melhorar sua aparência
Que não posso escolher como me sinto, mas posso escolher o que fazer a respeito;
Eu aprendi que todos querem viver no topo da montanha, mas toda felicidade e crescimento ocorre quando você esta escalando-a; que só se deve dar conselho em duas ocasiões: quando é pedido ou quando é caso de vida ou morte;
Eu aprendi que quanto menos tempo tenho, mais coisas consigo fazer.
William Shakespeare

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Minhas receitas: Frozen iogurte de morango


Olá pessoal!!
Pra tchurminha que curte uma receita diet, recomendo esse Frozen de morando. É uma delícia. #gostosoesaudável

Frozen iogurte de morango

Ingredientes4 potes de iogurte natural desnatado
1 e 1/2 xícaras de chá de morangos congelados
6 envelopes de adoçante

Modo de Preparo
Deixe o iogurte dessorar por 1 hora colocando os 4 potes de iogurte em um filtro de papel para café
Despeje em uma vasilha e leve ao freezer para congelar
Junte o iogurte com o morango no liquidificador (ambos congelados)
Bata até misturar, junte o adoçante e misture
Coloque em um refratário, cubra com papel filme bem junto ao refratário e leve ao freezer até servir

Fonte: Site tudogostoso

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Personalidade Expresso Elas - Rose

Rose é formada em Patologia Clínica (técnico). No entanto, foi na profissão de manicura que conseguiu sustentar sua família. É manicura há exatos onze anos e trabalha no mesmo salão de beleza. Tem muito respeito por sua patroa, a Valéria, e frisa que recebeu muita ajuda dela. Orgulha-se da sua extensa carteira de clientes conquistados ao longo do tempo, alguns desde o início de carreira.
Rose conta que foi muito difícil “chegar onde está.”(estabilidade financeira). No início, quando suas filhas eram pequenas, recebeu ajuda de seus pais, mas agora mantém a casa sozinha. Relata também, que suas filhas são “tudo o que tem”, que a família é a inspiração de sua vida.
Emocionada Rose fala: - “A gente tem que acreditar, ter força e lutar pelas pessoas que a gente ama, no meu caso, minhas filhas, sem amor a pessoa não vai a nenhum lugar. Quero ver minhas filhas formadas e felizes”
Romântica, porém com os pés fincados no chão, acredita no amor e diz: -“Espero encontrar o homem da minha vida, que saiba o que quer, uma pessoa de responsabilidade. Tudo tem sua hora, seu tempo. No momento certo encontrarei o amor.”
Fã de Ivete Sangallo, adora cantar e frequentar Karaokê. Adora: rir, contar piadas, ir ao cinema, fazer novas amizades. Odeia: Inveja, falsidade e pessoas que reclamam da vida.
Escolheu a palavra “perseverança” para representar sua vida.

Como manicura, dá dicas para não deixar enfraquecer as unhas:
1- Esteja atenta para que a sua manicura utilize materiais esterilizados quando for fazer as suas unhas.
2- Cuidado com detergentes e outras químicas, utilize luvas para proteção das unhas e mãos.
3- Pare de roer as unhas, além de deixar as mãos com aspecto feio, roer as unhas abre caminho para infecções além de enfraquecer a unha e dificultar o crescimento normal.
4-Unhas postiças ajudam a enfraquecer as unhas, use o menos possível.
5- Cuidado com a alimentação e sempre escolha frutas e verduras. A maior parte das causas de unhas quebradinhas provém da má alimentação.
6- Evite abrir com as suas unhas latinhas, caixinhas, ou qualquer outro tipo de recipiente, isso pode fazer com que elas quebrem e cresçam lascadas, ou seja com a sua estrutura danificada.
Nas próximas postagens, abordaremos dicas de esmaltes. #euadoroaspessoasbatalhadoras

domingo, 22 de agosto de 2010

Momento Gargalhada - Bastidores do "Teste Cego" de Delícia Supreme

Qual seria sua reação? (rsrs) #tadinhadamoça

Antenada com a notícia - Pré-sal exige profissionais de 185 carreiras diferentes

Olá pessoal!
Moro na cidade de Santos e em cada esquina o que mais se comenta é sobre o Pré-sal. Fala-se sobre o desenvolvimento e as mudanças (boas e outras nem tão boas assim) que acontecerão em nossa região. Segue artigo sobre as profissões que estarão em ascensão. #informaçãoétudo


Fonte: Matéria:R7 notícias
Pré-sal exige profissionais de 185 carreiras diferentes
De nutricionistas a engenheiros, faltam trabalhadores em todas as áreas
A exploração do pré-sal deve exigir mão de obra de pelo menos 185 diferentes áreas de atuação, segundo a Petrobras. A estatal afirma também que há necessidade de 207 mil profissionais qualificados até 2013 para trabalhar com petróleo. Essa demanda vai movimentar o mercado e exigir pessoal das mais diferentes carreiras: de nutricionistas até engenheiros.
Quem ainda não sabe qual profissão quer seguir pode pensar em trabalhos voltados para a área de petróleo e gás. Os especialistas no setor lembram que as carreiras não se concentram na indústria naval, mas também em volta dela. Segundo eles, “tudo” vai ser importante quando o petróleo do fundo do oceano estiver sendo coletado, porque vários tipos de funcionários são fundamentais nas plataformas.
Um exemplo são os cozinheiros - pouco associados à exploração de minérios -, mas essenciais para preparar uma comida balanceada (com a ajuda de um nutricionista) nas semanas em alto-mar. Mecânico, soldador, mergulhador e garçom também entram nessa lista.
Mas o maior déficit, claro, é na engenharia, pois dela dependem as etapas da exploração. Estão em alta: geofísico, engenheiro de petróleo (para avaliar nível de petróleo no local), engenheiro mecânico, civil e elétrico (na construção da plataforma) e engenheiro químico (nas refinarias). Os engenheiros de produção também são necessários em todas as etapas do processo.
Entre as muitas opções de tecnólogos estão técnico de perfuração de poços, em logística e de operação. Especialistas em meio ambiente também são fundamentais.
Para suprir a carência de pessoal, empresas, universidades e governo não param de abrir cursos voltados à área de petróleo e gás e de oferecer incentivos na tentativa de atrair trabalhadores interessados em especializar-se no setor.
Rio de Janeiro
A maior parte das escolas de capacitação está no Rio de Janeiro, e São Paulo concentra os cursos de pós-graduação. A Universidade Gama Filho, por exemplo, abriu em 2002 dois cursos de graduação na área de petróleo, quando ainda nem se falava em pré-sal, mas o assunto já gerava interesse por causa da sede da Petrobras na região. Sergio Bendela, coordenador do curso de tecnologia em petróleo e gás, percebe o incremento no número de matrículas desses cursos.
Focada na capacitação de profissionais autônomos e no treinamento de mão de obra das empresas, a Sampling Planejamento vê a demanda por seus cursos crescer 15% a cada ano. Bráulio Canadian Jr, executivo de marketing e projetos especiais, diz que nem a demanda alta elimina a futura carência de pessoal.
- O mercado é extremamente promissor em técnicos e engenheiros. Hoje, o profissional dessa área nem sabe o que é desemprego.
Ele lembra outra área importante nesta situação: a de trabalhadores ligados ao lazer, para atuar nas plataformas.
- É preciso ter um suporte das áreas sociais. [Trabalhar na plataforma e no navio] não é confinar como prisão. Tem que ter equilíbrio e qualidade de vida. A casa deles é o navio ou a plataforma. Tem que ter serviço e suporte, quase como hotel.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Personalidade Expresso Elas - Rose

Olá pessoal!!
Lembram do artigo Personalidade Expresso Elas? É aquele em que toda semana homenagearei uma mulher (ou homem com alma feminina). Expresso Elas, faz sentido, hein? Pessoa Famosa ou não, ai vai depender da minha inspiração ou sugestões, que serão aceitas. Alguém que faz parte do meu dia a dia (desconhecida de vocês), ou que faz ou fez história na nossa vida social, cultural, econômica, política e etc.
Semana passada, homenageei a diva Clarice Lispector. Foi emocionante reproduzir alguns de seus escritos e biografia. Fiquei muito feliz com a participação de algumas pessoas. Obrigada. Foi dez. Amei.
Dando continuidade, é com muito prazer que apresento Rose, a Personalidade Expresso Elas dessa semana.
Rose é manicura, tem 45 anos, solteira e mãe de duas meninas (de 15 e 17 anos).
Por que Rose é especial?
É um tipo de profissional que se destaca em sua área. É uma das melhores manicuras que já conheci. Está sempre antenada com as últimas cores da estação, cuidadosa (nunca me machucou), educada, simpática, atualizada, conversa sobre vários assuntos. Além disso, recebe seus clientes sempre com um sorriso no rosto.
Um dia desses, conversávamos a respeito desse “boom” que está acontecendo na sua área. Nós, mulheres, estamos enlouquecidas com as novas cores de esmaltes. Vermelhos abertos ,rosas, os fluor, nudes. Enfim, tem pra todos os gostos. Dá vontade de trocar toda hora de esmalte.
Papo vai papo vem, verifiquei que nossa amiga Rose é muito observadora e possui muitas histórias e dicas que poderia muito bem dividir com a gente. Com aquele sorriso no rosto aceitou e até se deixou fotografar.
Por isso, durante esta semana abordaremos algum fato sobre ela. Combinado? #todapessoatemseuvalor#


terça-feira, 17 de agosto de 2010

Comer rezar amar - Elizabeth Gilbert

_ O que eu quero dizer é… Encontre alguém novo para amar um dia. Leve o tempo que precisar para sarar, mas não se esqueça de um dia compartilhar o seu coração com outra pessoa. Não transforme a sua vida em um monumento ao David ou ao seu ex-marido.
_Não vou transformar, não – falei.
E subitamente soube que isso era verdade – eu não transformaria. Podia sentir toda aquela dor antiga de amor perdido e erros passados se atenuando diante dos meus olhos, finalmente diminuindo graças aos famosos poderes de cura do tempo, da paciência e da graça de Deus.

Comer rezar amar (Elizabeth Gilbert)

Às vezes demora, mas tudo passa... Embora o tempo ajude, “querer” esquecer é importante. Caso contrário, fica um muro na nossa frente, que não nos deixa ver e nem sermos vistos.
Quem nunca passou por isso?
#coraçãopartidodóimuitomaspassa#


Imagem: martaluiz.blogspot

domingo, 15 de agosto de 2010

Personalidade Expresso Elas - Clarice Lispector

Continuação da biografia. #emocionadacomsuahistória
1950- Escrevendo contos e convivendo com os amigos (Sabino, Otto, Lúcio e Paulo M. Campos), vê chegar a hora de partir: seguindo os passos de seu marido, retorna à Europa, onde mora por seis meses na cidade de Torquay, Inglaterra. Sofre um aborto espontâneo em Londres. É atendida pelo vice-cônsul na capital inglesa, João Cabral de Melo Neto.1951- A escritora retorna ao Rio de Janeiro, em março. Publica uma seleta com seis contos na coleção "Cadernos de cultura", editada pelo Ministério da Educação e Saúde. Falece sua grande amiga Bluma, ex-esposa de Samuel Wainer.
1952- Cola grau na faculdade de direito, depois de muitos adiamentos. Volta a trabalhar em jornais, no período de maio a outubro, assinando a página "Entre Mulheres", no jornal "Comício", sob o pseudônimo de "Tereza Quadros". Atendeu a um pedido do amigo Rubem Braga, um dos fundadores do jornal. Nesse setembro, já grávida, embarca para a capital americana onde permanecerá por oito anos. Clarice inicia o esboço do romance A veia no pulso, que viria a ser A Maçã no Escuro, livro publicado em 1961.
1953- Em 10 de fevereiro, nasce Paulo, seu segundo filho. Ela continua a escrever A Maçã no Escuro, em meio a conflitos domésticos e interiores. Mãe, Clarice Lispector divide seu tempo entre os filhos, A Maçã no Escuro, os contos de Laços de Família e a literatura infantil. Nos Estados Unidos, Clarice conhece o renomado escritor Erico Veríssimo e sua esposa Mafalda, dos quais torna-se grande amiga. O escritor gaúcho e sua esposa são escolhidos para padrinhos de Paulo. Não tem sucesso seu projeto de escrever uma crônica semanal para a revista "Manchete". Tem a agradável notícia de que seu romance Perto do coração selvagem seria traduzido para o francês.
1954- É lançada a primeira edição francesa de Perto do coração selvagem, pela Editora Plon, com capa de Henri Matisse, após inúmeras reclamações da escritora sobre erros na tradução. Em julho, com os filhos, viaja para o Brasil, aqui ficando até setembro. De volta aos Estados Unidos, interrompe a elaboração de A maçã no escuro e se dedica, por cinco meses, a escrever seis contos encomendados por Simeão Leal.
1955- Retorna a escrever o novo romance e contos. Sabino, que leu os seis contos feitos sob encomenda, os acha "obras de arte".
1956- Termina de escrever A Maçã no Escuro (até então com o titulo de A veia no pulso). Érico Veríssimo e família retornam ao Brasil, não sem antes aceitarem serem os padrinhos de Pedro e Paulo. Entre os escritores, inicia-se uma vasta correspondência. A escritora e filhos vêm passar as férias no Brasil e Clarice aproveita para tentar a publicação de seu novo romance e os novos contos. Apesar de todo o empenho de Fernando Sabino e Rubem Braga, os livros não são editados. A escritora dá sinais de sua indisposição para com o tipo de vida que leva.
1957- Rompe unilateralmente o contrato com Simeão Leal e autoriza Sabino e Braga a encaminharem seus contos — nessa altura em número de quinze — para serem publicados no "Suplemento Cultural" do jornal "O Estado de São Paulo". Seu casamento vive momentos de tensão.
1958- Conhece e se torna amiga da pintora Maria Bonomi. É convidada a colaborar com a revista "Senhor", prevista para ser lançada no início do ano seguinte. Erico Verissimo escreve informando estar autorizado a editar seu romance e, também, seus contos pela Editora Globo, de Porto Alegre. 1.000 exemplares — dos mais de 1.700 remanescentes — de "Près du coeur sauvage" são incinerados, por falta de espaço de armazenamento. O casamento de Clarice dá sinais de seu final.
1959- Separa-se do marido e, em julho, regressa ao Brasil com seus filhos. Seu livro continua inédito. A escritora resolve comprar o apartamento onde está residindo, no bairro do Leme, e, para isso, busca aumentar seus ganhos. Sob o pseudônimo de "Helen Palmer", inicia, em agosto, uma coluna no jornal "Correio da Manhã", intitulada "Correio feminino — Feira de utilidades".
1960- Publica, finalmente, Laços de Família, seu primeiro livro de contos, pela editora Francisco Alves. Começa a assinar a coluna "Só para Mulheres", como "ghost-writer" da atriz Ilka Soares, no "Diário da Noite", a convite do jornalista Alberto Dines. Assina, com a Francisco Alves, novo contrato para a publicação de A maçã no escuro. Torna-se amiga da escritora Nélida Piñon.
1961- Publica o romance A maçã no escuro. Recebe o Prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, por Laços de família.
1962- Passa a assinar a coluna "Children's Corner", da seção "Sr. & Cia.", onde publica contos e crônicas. Visita, com os filhos, seu ex-marido que se encontra na Polônia. Recebe o prêmio Carmen Dolores Barbosa (oferecido pela senhora paulistana de mesmo nome), por A maçã no escuro, considerado o melhor livro do ano.
1963- A convite, profere no XI Congresso Bienal do Instituto Internacional de Literatura Ibero-Americana, realizado em Austin - Texas, conferência sobre o tema "Literatura de vanguarda no Brasil. Conhece Gregory Rabassa, mais tarde tradutor para o inglês de A maçã no escuro. A paixão segundo G. H. é escrito em poucos meses, sendo entregue à Editora do Autor, de Sabino e Braga, para publicação. Compra um apartamento em construção no bairro do Leme.
1964- Publica o livro de contos A legião estrangeira e o romance A Paixão Segundo G. H., ambos pela Editora do Autor. Em dezembro, o juiz profere a sentença que poria fim ao processo de separação de Clarice e Maury.
1965- Em maio, muda-se para o apartamento comprado em 1963. Sua obra passa a ser vista com outros olhos — pela crítica e pelo público leitor — após A paixão segundo G. H. Resultado de uma seleta de trechos de seus livros, adaptados por Fauzi Arap, é encenada no Teatro Maison de France o espetáculo Perto do coração selvagem, com José Wilker, Glauce Rocha e outros. Dedica-se à educação dos filhos e com a saúde de Pedro, que apresenta um quadro de esquizofrenia, exigindo cuidados especiais. Apesar de traduzida para diversos idiomas e da republicação de diversos livros, a situação financeira de Clarice é muito difícil.
1966- Na madrugada de 14 de setembro a escritora dorme com um cigarro aceso , provocando um incêndio. Seu quarto ficou totalmente destruído. Com inúmeras queimaduras pelo corpo, passou três dias sob o risco de morte — e dois meses hospitalizada. Quase tem sua mão direita — a mais afetada — amputada pelos médicos. O acidente mudaria em definitivo a vida de Clarice.
1967- As inúmeras e profundas cicatrizes fazem com que a escritora caia em depressão, apesar de todo o apoio recebido de seus amigos. Não foi só um ano de acontecimentos ruins. Começa a publicar em agosto — a convite de Dines — crônicas no "Jornal do Brasil", trabalho que mantém por seis anos. Lança o livro infantil O mistério do coelho pensante, pela José Álvaro Editor. Em dezembro, passa a integrar o Conselho Consultivo do Instituto Nacional do Livro.
1968- Em maio, o livro O mistério do coelho pensante é agraciado com a "Ordem do Calunga", concedido pela Campanha Nacional da Criança. Entrevista personalidades para a revista "Manchete" na seção "Diálogos possíveis com Clarice Lispector". Participa da manifestação contra a ditadura militar, em junho, chamada "Passeata dos 100 mil". Morrem seus amigos e escritores Lúcio Cardoso e Sérgio Porto (Stanislaw Ponte Preta). É nomeada assistente de administração do Estado. Profere palestras na Universidade Federal de Minas Gerais e na Livraria do Estudante, em Belo Horizonte. Publica A mulher que matou os peixes, outro livro infantil, ilustrado por Carlos Scliar.
1969- Publica seu "hino ao amor": Uma aprendizagem ou O livro dos prazeres, pela Editora Sabiá. O romance ganha o prêmio "Golfinho de Ouro", do Museu da Imagem e do Som. Viaja à Bahia onde entrevista para a "Manchete" o escritor Jorge Amado e os artistas Mário Cravo e Genaro. Em 14/08 é aposentada pelo INPS - Instituto Nacional de Previdência Social. Seu filho Paulo, mora nos Estados Unidos desde janeiro, num programa de intercâmbio cultural. Seu irmão Pedro, em tratamento psiquiátrico, esteve internado por um mês, em junho.
1970- Começa a escrever um novo romance, com o título provisório de Atrás do pensamento: monólogo com a vida. Mais adiante, é chamado Objeto gritante. Foi lançado com o título definitivo de Água viva. Conhece Olga Borelli, de que se tornaria grande amiga.
1971- Publica a coletânea de contos Felicidade clandestina, volume que inclui O ovo e a galinha, escrito sob o impacto da morte do bandido Mineirinho, assassinado pela polícia com treze tiros, no Rio de Janeiro. Há, também, um conjunto de escritos em que rememora a infância em Recife. Encarrega o professor Alexandre Severino da tradução, para o inglês, de Atrás do pensamento: monólogo com a vida. Dez de seus contos já publicados constam de "Elenco de cronistas modernos", lançado pela Editora Sabiá.
1972- Retoma a revisão de Atrás do pensamento, com o qual não estava satisfeita. Faz inúmeras alterações no texto e passa a chamá-lo Objeto gritante. Repensando o romance, procura distrair-se. Durante um mês posa para o pintor Carlos Scliar, em Cabo Frio (RJ).
1973- Publica o romance Água viva, após três anos de elaboração, pela Editora Artenova, que lançaria também, nesse ano, A imitação da rosa, quinze contos já publicados anteriormente em outras coletâneas. Alberto Dines, em carta à escritora, diz sobre Água viva: "[...] É menos um livro-carta e, muito mais, um livro música. Acho que você escreveu uma sinfonia". Viaja à Europa com a amiga Olga Borelli. Clarice deixa de colaborar com o "Jornal do Brasil", face à demissão de Alberto Dines, no mês de dezembro.
1974- Para manter seu nível de renda, aumenta sua atividade como tradutora. Verte, entre outros, "O retrato de Dorian Gray", de Oscar Wilde, adaptado para o público juvenil, pela Ediouro. Publica, pela José Olympio Editora, outro livro infantil, A vida íntima de Laura e dois livros de contos, pela Artenova: A via crucis do corpo e Onde estivestes de noite. Uma curiosidade: a primeira edição de Onde estivestes de noite foi recolhida porque foi colocado, erroneamente, um ponto de interrogação no título. Seu cão, Ulisses, lhe morde o rosto, fazendo com que se submeta a cirurgia plástica reparadora reparadora realizada por seu amigo Dr. Ivo Pitanguy. Lê, em Brasília (DF), a convite da Fundação Cultural do Distrito Federal, a conferência "Literatura de vanguarda no Brasil", que já apresentara no Texas. Participa, em Cali — Colômbia, do IV Congresso da Nova Narrativa Hispano-americana. Seu filho, Paulo, vai morar sozinho, em um apartamento próximo ao da escritora. Pedro vai morar com o pai, em Montevidéu — Uruguai.
1975- Tendo como companheira de viagem a amiga Olga Borelli, participa do I Congresso Mundial de Bruxaria, em Bogotá, Colômbia. No dia de sua apresentação sente-se indisposta e pede a alguém que leia o conto O ovo e a galinha, não apresentando a fala sobre a magia que havia preparado para a introdução da leitura. Muito embora minimizada, essa participação tem muito a ver com as palavras ditas por Otto Lara Resende, conhecido escritor, em um bate-papo com José Castello: "Você deve tomar cuidado com Clarice. Não se trata de literatura, mas de bruxaria." Otto se baseava em estudos feitos por Claire Varin, professora de literatura canadense que escreveu dois livros sobre a biografada. Segundo ela, só é possível ler Clarice tomando seu lugar — sendo Clarice. "Não há outro caminho", ela garante. Para corroborar sua tese, Claire cita um trecho da crônica A descoberta do mundo, onde a escritora diz: "O personagem leitor é um personagem curioso, estranho. Ao mesmo tempo que inteiramente individual e com reações próprias, é tão terrivelmente ligado ao escritor que na verdade ele, o leitor, é o escritor." Traduz romances, como "Luzes acesas", de Bella Chagall, "A rendeira", de Pascal Lainé, e livros policiais de Agatha Christie. Ao longo da década, faz adaptações de obras de Julio Verne, Edgar Allan Poe, Walter Scott e Jack London e Ibsen. Lança Visão do esplendor, com trabalhos já publicados na coluna "Children's Corner", da revista "Senhor" e também no "Jornal do Brasil". Publica De corpo inteiro, com algumas entrevistas que fizera anteriormente para revistas cariocas. É muito elogiada quando visita Belo Horizonte, fato que a deixa contrariada. Passa a dedicar-se à pintura. Morre, dia 28 de novembro, seu grande amigo e compadre Erico Verissimo. Reúne trabalhos de Andréa Azulay num volume artesanal ilustrado por Sérgio Mata, intitulado "Meus primeiros contos". Andréa tinha, então, dez anos de idade.
1976- Seu filho Paulo casa-se com Ilana Kauffmann. Participa, em Buenos Aires, Argentina, da Segunda Exposición — Feria Internacional del Autor al Lector, onde recebe muitas homenagens. É agraciada, em abril, com o prêmio concedido pela Fundação Cultural do Distrito Federal, pelo conjunto de sua obra. Grava depoimento no Museu da Imagem e do Som, no Rio de Janeiro, em outubro, conduzido por Affonso Romano de Sant'Anna, Marina Colasanti e por João Salgueiro, diretor do MIS. Em maio, corre o boato de que a escritora não mais receberia jornalistas. José Castello, biógrafo e escritor, nessa época trabalhando no jornal "O Globo", mesmo assim telefona e consegue marcar um encontro. Após muitas idas e vindas é recebido. Trava então o seguinte diálogo com Clarice:J.C. "— Por que você escreve?C.L. "— Vou lhe responder com outra pergunta: — Por que você bebe água?"J.C. "— Por que bebo água? Porque tenho sede."C.L. "— Quer dizer que você bebe água para não morrer. Pois eu também: escrevo para me manter viva."Enquanto escreve A hora da estrela com a a ajuda da amiga Olga, toma notas para o novo romance, Um sopro de vida. Revê Recife e visita parentes. Em dezembro, "Fatos e Fotos Gente", revista do grupo "Manchete", publica entrevista feita com a artista Elke Maravilha, a primeira de uma série que se estenderia até outubro de 1977.
1977- A revista "Fatos e Fotos Gente" publica, em janeiro, entrevista feita pela escritora com Mário Soares, primeiro-ministro de Portugal. O jornal "Última Hora" passa a publicar, a partir de fevereiro, semanalmente, as suas crônicas. Ainda nesse mês, é entrevistada pelo jornalista Júlio Lerner para o programa "Panorama Especial", TV Cultura de São Paulo, com o compromisso de só ser transmitida após a sua morte. Escreve um livro para crianças, que seria publicado em 1978, sob o título Quase de verdade. Escreve, ainda, doze histórias infantis para o calendário de 1978 da fábrica de brinquedos "Estrela", intitulado Como nasceram as estrelas. Vai à França e retorna inesperadamente. Publica A hora da estrela, pela José Olympio, com introdução — "O grito do silêncio" — de Eduardo Portella. Esse livro seria adaptado para o cinema, em 1985, por Suzana Amaral. A editora Ática lança nova edição de A legião estrangeira, com prefácio de Affonso Romano de Sant'Anna. Clarice morre, no Rio, no dia 9 de dezembro de 1977, um dia antes do seu 57° aniversário vitimada por uma súbita obstrução intestinal, de origem desconhecida que, depois, veio-se a saber, ter sido motivada por um adenocarcinoma de ovário irreversível. O enterro aconteceu no Cemitério Comunal Israelita, no bairro do Caju, no dia 11. Vai ao ar, pela TV Cultura, no dia 28/12, a entrevista gravada em fevereiro desse ano.
1978- Três livros póstumos são publicados: o romance Um sopro de vida — Pulsações, pela Nova Fronteira, a partir de fragmentos em parte reunidos por Olga Borelli; o de crônicas Para não esquecer, e o infantil, Quase de verdade, em volume autônomo, pela Ática. Para não esquecer é composto de crônicas que haviam sido publicadas na segunda parte do livro A legião estrangeira, em 1964, que compunham a seção "Fundo de Gaveta" do citado livro. A hora da estrela é agraciada com o prêmio Jabuti de "Melhor Romance". A paixão sendo G. H. é publicada na França, com tradução de Claude Farny.
1979- É publicado A bela e a fera, pela Nova Fronteira, contendo contos publicados esparsamente em jornais e revistas. Estréia, no teatro Ruth Escobar, em São Paulo, Um sopro de vida, baseado em livro de mesmo nome, com adaptação de Marilena Ansaldi e direção de José Possi Neto.
1981- "Clarice Lispector — Esboço para um retrato", de Olga Borelli, é lançado pela Nova Fronteira.
1984- Reunindo a quase totalidade de crônicas publicadas no Jornal do Brasil, no período de 1967 a 1973, é lançado "A descoberta do mundo", organização de Paulo Gurgel Valente, filho da autora. A Éditions des Femmes, da França, lança, em sua coleção "La Bibliotèque des voix", fita cassete com trechos de La passion selon G. H., lidos pela atríz Anouk Aimée.
1985- A hora da estrela recebe dois prêmios na 36ª edição do Festival de Berlim: da Confederação Internacional de Cineclubes — Cicae, e da Organização Católica Internacional do Cinema e do Audiovisual — Ocic. O longa-metragem de mesmo nome, dirigido por Suzana Amaral, com roteiro de Alfredo Oros também é premiado: Marcélia Cartaxo recebe o Urso de Prata de "Melhor Atriz".
Imagem: baudeimagens.multiply.com

Momento gargalhada - Terapia de casal

Um casal vai a um psicólogo, após 20 anos juntos. Logo chegando no consultório, o terapeuta, jovem, bonitão, super malhado, pergunta qual é o motivo da consulta, e a mulher: _ Pouca atenção, falta de intimidade, vazio, solidão, não me sinto amada e desejada.. e por aí vai. O psicólogo se levanta, se aproxima da mulher, pede que ela também se levante, a abraça e a beija com paixão, enquanto o marido os observa impressionado. A mulher fica muda e se senta meio atordoada. O terapeuta vira para o marido e diz: Isto é o que sua mulher precisa pelo menos 3 vezes por semana! Você consegue? O marido pensa um pouco e responde: Bom, eu posso trazê-la segunda e quarta, mas, às sextas, eu jogo bola!

Imagem: site Momentopiada

sábado, 14 de agosto de 2010

Bora ao teatro?

Fonte: A Tribuna on line
Matéria

O espetáculo 'O Que Terá Acontecido a Rosemary?' segue em temporada até o dia 26 de setembro, sempre aos sábados e domingos, às 21 horas.Com inspiração nas antigas chanchadas do cinema brasileiro, a peça mostra o embate entre duas irmãs: Rosy e Betty Blue, suas aventuras e desventuras em busca da fama, sucesso e reconhecimento.Tendo como fio condutor uma paródia dos clássicos filmes 'O Que Terá Acontecido a Baby Jane' e 'A Malvada', ambos com Bette Davis, o espetáculo está calcado na interpretação dos atores, onde há o resgate do humor popular com uma embalagem cênica moderna.Os ingressos custam R$ 20,00 (inteira), R$ 15,00 (lista de desconto) e R$ 10,00 (classe artística, estudantes e idosos). O Teatro Municipal fica na Av. Pinheiro Machado, 48, Vila Mathias. A peça tem apoio de Trajano Bar, Metropole Restaurante, Lavanderia Londres, A Mineira Pao de Queijo, Secretaria Municipal de Cultura de Santos e Prefeitura Municipal de Santos.

Momento Leitura - Comer, Rezar e Amar

Estou lendo o livro Comer, rezar e amar de Elizabeth Gilbert. Já estava na hora (rsrsr). Confesso que estava achando “chato”, no entanto, minha amiga Cris, a mesma que recomendou o livro, insistiu para que eu lesse. E não é que acabei gostando! Verdade. Tem alguns trechos interessantes, que nos levam a refletir sem percebermos. Em breve estreará o filme e a personagem principal é ninguém menos do que a Julia Roberts. O filme promete, hein?
A partir de agora, com o decorrer da leitura, registrarei alguns escritos aqui no blog. A Sil, amiga do blog, também me aconselhou a continuar lendo. Ainda bem que segui o conselho delas. #obrigadameninas

Fica Dica - Aprenda a deixar seus sapatos bonitos e conservados

Que adoro sapatos não é novidade, certo? Por isso, achei interessantes as dicas de como conservá-los usando os produtos adequados. Afinal um sapato bem limpo, consertado ao primeiro sinal de estrago, terá maior vida útil. Aprenda a deixar seus sapatos bonitos e conservados por muito mais tempo. #loucaporsapatos
9 tipos de material e como cuidar de cada um.

Couro: Para evitar que o material resseque e ganhe rachaduras, aplique pomada ou graxa da mesma cor do sapato. Produtos impermeabilizantes também ajudam a conservar, evitando que o calçado absorva água e manche. Antes da aplicação, limpe-o com uma flanela.
Camurça: Aplique um impermeabilizante para prevenir a entrada de água e o aparecimento de manchas. Se molhar, coloque papel amassado por dentro, para tirar a umidade e evitar a deformação do modelo. Deixe secar à sombra e, depois, escove.
Crocodilo e cobra: Passe uma flanela seca para retirar o pó que se acumula na textura. Para evitar o ressecamento, aplique graxa regularmente.
Verniz: Nunca use uma escova para retirar manchas e sujeiras, porque ela pode riscar o material. O ideal é usar um pano úmido. Para dar brilho e disfarçar riscos, passe uma pomada neutra. Retire o excesso com um pano seco.
Plástico: Como esse material não deixa o pé respirar, é preciso lavar os calçados com frequência. Use sabão de coco e água morna ou gelada.
Sintéticos: Use um produto específico (chamado limpador de sintéticos) até remover toda a sujeira. Depois, para aumentar o brilho, aplique lustro à base de silicone.
Sapatos de tela (tênis e mocassins): Lave e deixe secar. Depois, aplique protetor especial de tecidos e deixe secar bem, para evitar manchas.
Lona: Limpe com uma escova de dentes e xampu de carpete. Esfregue até criar espuma. Retire o excesso com pano úmido. Deixe secar e escove.
Pelica: Passe uma fina camada de lustra-móveis com uma escova de cerdas macias.
Calçado de cara nova: Com capricho e tinta de calçados, é possível ganhar calçados novos. Limpe o sapato com uma esponja seca grossa, para retirar sujeira, pó e restos de gordura. Passe a tinta com cuidado, procurando cobrir a peça com uma camada fina. Deixe secar e retoque onde for preciso. Seque novamente e, em seguida, passe graxa na cor nova e lustre bem. Dê brilho com uma meia de náilon ou pano de seda.

Fonte.: MdeMulher

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Fica Dica - Baton Snoob MAC

Olá pessoal!!
Acho lindo esse baton. É o do momento. Snoob da MAC.
Se você puder pagar R$90,00, tudo bem! Caso contrário, compre por R$5,00 o Power da NYX que é bem parecido. #achochique#
Imagem:My beauty culture

Olá meninas!!

Olá meninas!!!
Precisamos nos reunir novamente!
Rose... Amiga querida! Foi muito bom lhe ver. #meninastudodebom#
Beijos

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Menino canta para os dois pais


Achei lindo esse vídeo! Minha amiga enviou por e-mail. Filhos de casais gays, sei que não é um tema "fácil"de abordar. No entanto, segue um vídeo com um testemunho em forma de canto. Vocês vão entender quando lerem a tradução. Emocionante. Parei para pensar nas crianças dos abrigos. Tantos casais gays querendo adotar... Tantas crianças sofrendo sem lar...E o preconceito continua a reinar#sempalavras

Personalidade Expresso Elas - Clarice Lispector

"Passei a vida tentando corrigir os erros que cometi na minha ânsia de acertar."Clarice Lispector
Com a maturidade aprendi a ser mais complacente comigo. E vc?
Na foto, Clarice está com Maury Gurgel Valente no vulcão Vesúvio, perto de Nápoles. Imagem faz parte do livro "Clarice Fotobiografia" #euamoessamulher#

Personalidade Expresso Elas - Clarice Lispector

Continuação da biografia de Clarice Lispector (linda)
Pra quem não conhece, vale a pena ler. #informaçãoétudo#


1939- Inicia seus estudos na Faculdade Nacional de Direito. Faz traduções de textos científicos para revistas em um laboratório onde trabalha como secretária. Trabalha, também como secretária, em um escritório de advocacia.
1940- Seu conto, Triunfo, é publicado em 25 de maio no semanário "Pan", de Tasso da Silveira. Em outubro desse ano, é publicado na revista "Vamos Ler!", editada por Raymundo Magalhães Júnior, o conto Eu e Jimmy. Esses trabalhos não fazem parte de nenhuma de suas coletâneas. Após a morte de seu pai, no dia 26 de agosto, a escritora — talvez motivada por esse acontecimento — escreve diversos contos: A fuga, História interrompida e O delírio. Esses contos serão publicados postumamente em A bela e a fera, de 1979. Passa a morar com a irmã Tania, já casada, no bairro do Catete. Consegue um emprego de tradutora no temido Departamento de Imprensa e Propaganda - DIP, dirigido por Lourival Fontes. Como não havia vaga para esse trabalho, Clarice ganha o lugar de redatora e repórter da Agência Nacional. Inicia-se, ai, sua carreira de jornalista. No novo emprego, convive com Antonio Callado, Francisco de Assis Barbosa, José Condé e, também, com Lúcio Cardoso, por quem nutre durante tempos uma paixão não correspondida: o escritor era homossexual. Com seu primeiro salário, entra numa livraria e compra "Bliss - Felicidade", de Katherine Mansfield, com tradução de Erico Verissimo, pois sentiu afinidade com a escritora neozelandesa.
1942- Começa a namorar com Maury Gurgel Valente, seu colega de faculdade. Com 22 anos de idade, recebe seu primeiro registro profissional, como redatora do jornal "A Noite". Lê Drummond, Cecília Meireles, Fernando Pessoa e Manuel Bandeira. Realiza cursos de antropologia brasileira e psicologia, na Casa do Estudante do Brasil. Nesse ano, escreve seu primeiro romance, Perto do coração selvagem.
1943- Casa-se com o colega de faculdade Maury Gurgel Valente e termina o curso de Direito. Seu marido, por concurso, ingressa na carreira diplomática.
1944- Muda-se para Belém do Pará (PA), acompanhando seu marido. Fica por lá apenas seis meses. Seu livro recebe críticas favoráveis de Guilherme Figueiredo, Breno Accioly, Dinah Silveira de Queiroz, Lauro Escorel, Lúcio Cardoso, Antonio Cândido e Ledo Ivo, entre outros. Álvaro Lins publica resenha com reparos ao livro mesmo antes de sua publicação, baseado na leitura dos originais. Qualifica o livro de "experiência incompleta". Há os que pretendem não compreender o romance, os que procuram influências — de Virgínia Wolf e James Joyce, quando ela nem os tinha lido — e ainda os que invocam o temperamento feminino. Nas palavras de Lauro Escorel, as características do romance revelam uma "personalidade de romancista verdadeiramente excepcional, pelos seus recursos técnicos e pela força da sua natureza inteligente e sensível." O casal volta ao Rio e, em 13/07/44, muda-se para Nápoles, em plena Segunda Guerra Mundial, onde o marido da escritora vai trabalhar. Já na saída do Brasil, Clarice mostra-se dividida entre a obrigação de acompanhar o marido e ter de deixar a família e os amigos. Quando chega à Itália, depois de um mês de viagem, escreve: "Na verdade não sei escrever cartas sobre viagens, na verdade nem mesmo sei viajar." Termina seu segundo romance, O lustre. Recebe o prêmio Graça Aranha com Perto do coração selvagem, considerado o melhor romance de 1943. Conhece Rubem Braga, então correspondente de guerra do jornal "Diário Carioca".
1945- Dá assistência a brasileiros feridos na guerra, trabalhando em hospital americano. O pintor italiano Giorgio De Chirico pinta-lhe um retrato. Viaja pela Europa e conhece o poeta Giuseppe Ungaretti. O lustre é publicado no Brasil pela Livraria Agir Editora.
1946- Após o lançamento do livro, Clarice vem ao Brasil como correio diplomático do Ministério das Relações Exteriores, aqui ficando por quase três meses. Nessa época, apresentado por Rubem Braga, conhece Fernando Sabino que a introduz a Otto Lara Resende, Paulo Mendes Campos e, posteriormente, a Hélio Pellegrino. De volta à Europa, vai morar com a família em Berna, Suíça, para onde seu marido havia sido designado como segundo-secretário. Sua correspondência com amigos brasileiros a mantinha a par das novidades, em especial as trocadas com Fernando Sabino. A troca de cartas com o escritor, quase que diariamente, duraria até janeiro de 1969. A convite, passam as festas de fim de ano com Bluma e Samuel Wainer, em Paris.
1947- Em carta às irmãs, em janeiro de 47, de Paris, Clarice expõe seu estado de inadaptação:"Tenho visto pessoas demais, falado demais, dito mentiras, tenho sido muito gentil. Quem está se divertindo é uma mulher que eu detesto, uma mulher que não é a irmã de vocês. É qualquer uma." Em carta a Lúcio Cardoso, que havia lhe enviado seu livro "Anfiteatro", demonstra sua admiração pelas personagens femininas da obra.
1948- Clarice fica grávida de seu primeiro filho. Para ela, a vida em Berna é de miséria existencial. A Cidade Sitiada, após três anos de trabalho, fica pronto. Terminado o último capítulo, dá à luz. Nasce então um complemento ao método de trabalho. Ela escreve com a máquina no colo, para cuidar do filho. Na crônica "Lembrança de uma fonte, de uma cidade", Clarice afirma que, em Berna, sua vida foi salva por causa do nascimento do filho Pedro, ocorrido em 10/09/1948, e por ter escrito um dos livros "menos gostados" (a editora Agir recusara a publicação).
1949- Clarice volta ao Rio. Seu marido é removido para a Secretaria de Estado, no Rio de Janeiro. A cidade sitiada é publicado pela editora "A Noite". O livro não obtém grande repercussão entre o público e a crítica.
Continua...

Momento Gargalhada - Quando o amor perde o erotismo


Quando o amor perde o erotismo

O marido deita com muito cuidado na cama e sussurra suave e apaixonadamente no ouvido de sua mulher...

_Estou sem cueca....."

E a mulher lhe responde:
"_Amanhã eu lavo uma"

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Fica Dica - Batom de acordo com tom da pele.

Olá pessoal!!
Sempre achei complicado usar batom de acordo com o tom da pele. Essa matéria ajudou a esclarecer algumas dúvidas. No entanto, use o que achar melhor, faça o seu estilo. #ficadica# #bonitaeinteligente#
Brancas, amareladas e orientais

- Dia - Adote um nude (bege) menos claro e varie os tons de rosa (rosa intenso, antigo, avermelhado...). O gloss deve ser cintilante em dourado.

- Noite - O vermelho aberto, como o tomate, faz um contraste bonito com sua pele. Já os tons escuros de vermelho deixam o look mais sério. O pink (ou rosa vibrante) é divertido e substitui o vermelho sem perder a classe.
Morenas

- Dia - O nude ideal lembra um caramelo. Para colorir, escolha tons alegres de rosa, como coral e pêssego. Ou fique básica com tons de café com leite. Finalize com gloss de brilho em bronze e dourado.
- Noite - As cores ideais são os marrons e os vermelhos intensos, como sangue, framboesa, vinho e bordô. Fique atual com a tendência do rosa pastel (com base mais clara e cobertura total da cor dos lábios).

Negras

- Dia - Brinque com tons de marrom rosados ou alaranjados, como de uva-passa, framboesa e mogno. O gloss perfeito tem uma leve cor de coral, cintilância dourada ou bronze.
- Noite -A pele negra combina com marrom e tons fechados de vermelho, como bordô e vinho. Aposte também nos vermelhos abertos e levemente alaranjados. Os com acabamento aveludado deixam o visual bem chique.
Fonte.: MdeMulher

domingo, 8 de agosto de 2010

Dia dos Pais

Faça a diferença para o seu filho. Dessa forma, você se tornará eterno para ele, assim como o meu pai é pra mim. #felizdiadospais#

Momento Reflexão - Salmos

Salmo 91
1.
Tu que estás sob a proteção do Altíssimo e moras à sombra do Onipotente,
2.
dize ao SENHOR: “Meu refúgio, minha fortaleza, meu Deus, em quem confio”.
3.
§ Ele te livrará do laço do caçador, da peste funesta;
4.
ele te cobrirá com suas penas, sob suas asas encontrarás refúgio. Sua fidelidade te servirá de escudo e couraça.
5.
Não temerás os terrores da noite nem a flecha que voa de dia,
6.
nem a peste que vagueia nas trevas, nem a epidemia que devasta ao meio dia.
7.
§ Cairão mil ao teu lado e dez mil à tua direita; mas nada te poderá atingir.
8.
Basta que olhes com teus olhos, verás o castigo dos ímpios.
9.
Pois teu refúgio é o SENHOR; fizeste do Altíssimo tua morada.
10.
Não poderá te fazer mal a desgraça, nenhuma praga cairá sobre tua tenda.
11.
Pois ele dará ordem a seus anjos para te guardarem em todos os teus passos.
12.
Em suas mãos te levarão para que teu pé não tropece em nenhuma pedra.
13.
Caminharás sobre a cobra e a víbora, pisarás sobre leões e dragões.
14.
§ “Eu o salvarei, porque a mim se confiou; eu o exaltarei, pois conhece meu nome.
15.
Ele me invocará, e lhe darei resposta; perto dele estarei na desgraça, vou salvá-lo e torná-lo glorioso.
16.
Vou saciá-lo com longos dias e lhe mostrarei minha salvação”.

Momento - Amores da minha vida - Meu pai

Detalhes… Esta era a música preferida do meu pai. Confesso que nunca procurei saber o real motivo do interesse referente a ela, já que fala da perda de um grande amor. Mas o importante é o que a mesma representou a ele, e agora pra mim. Representa ele. A perda de um grande amor incondicional: meu pai! Perda em termos, pois acredito que está sempre por perto. Mas a saudade de um abraço, de um conselho, do sorriso... Tudo faz muita falta.
O meu pai não era palha, não! Participou e muito na nossa educação. Homem simples e esforçado. Quando éramos pequenos, muitas vezes só o víamos na hora do almoço, porque na época, ele trabalhava em dois empregos. Nessa hora (após o almoço) nos reunia para contar historinhas, após um tempo sempre cochilávamos, então nem percebíamos sua saída. Caso contrário, não o deixaríamos ir.
Lembro nos últimos anos de sua vida, o quanto lutou com seus problemas de saúde. Era muito perseverante e tinha muita fé. Um exemplo mesmo.
Foi a única pessoa capaz de interpretar meus olhos. Conhecia-me pelo olhar. Ai então vinha ele, com sua conversa, que sempre me acalmava, me dava segurança. Foi um pai muito severo, no que diz respeito à liberdade, não era fácil. No entanto, seu amor era tanto, que sempre nos entendíamos.
Hoje eu me vejo muito nele, sabe? Acredito que é exatamente isso que as pessoas deixam. Um pouquinho delas na gente. Adoro ler (como ele), sou super família (como ele), tenho minhas manias (como ele, rsrsr) e outras características, assim como meus irmãos também possuem.
Por isso, em sua homenagem, postei o vídeo do show do Roberto Carlos de 1995.
Meu querido pai José, que agora está com nosso Pai maior, é pra você esses dizeres:

“Detalhes tão pequenos

De nós dois

São coisas muito grandes

Pra esquecer

E a toda hora vão

Estar presentes

Você vai ver...
Te amooooo!!! #meupaiestávivodentrodemim#

Meu scanner está com problema, quando der coloco uma fotinha dele, tá tchurminha?

Personalidade Expresso Elas - Clarice Lispector


"Mas tantos defeitos tenho. Sou inquieta, ciumenta, áspera, desesperançosa. Embora amor dentro de mim eu tenha... Só que não sei usar amor: às vezes parecem farpas...
(Clarice Lispector)

Dicas de decoração - Almofadas Horóscopo


Gostei das almofadas feitas em ponto cruz .
Criação do conceituado designer norte-americano Jonathan Adlero.
O verso da almofada é revestida em veludo preto.
Que charme, hein? Da pra copiar, tchurminha!#nadasecriatudosecopia#

Antenada com a Saúde - Síndrome de Tourette

Isso me dá um tique tique nervoso... Um tique tique nervoso...
Lembram dessa música?
Eu sempre tive curiosidade em saber, por que determinadas pessoas desenvolvem algum tique nervoso. Segue uma breve explicação sobre os tiques e Síndrome de Tourette. #asaúdeagradece#


Matéria
Fonte:psicologiatourette.blogspot.com

Quantos de vocês já se depararam com pessoas que realizam movimentos ou sons intrigantes. Sons ou gestos que muitas vezes causam curiosidade aos que os vêem. Pode-se também pensar em quantos de vocês leitores, em algum momento de suas vidas, já fizeram algum tipo de tique – popularmente chamado de cacoete.
Não raros, os tiques estão presentes no cotidiano de crianças e alguns adultos. Geralmente não devem ser considerados preocupantes em crianças com idade pré-escolar, entretanto, há casos onde os tiques tornam-se fator de incômodo e desajustamento no meio social, tratando-se então de Transtornos de Tiques.
Estes são distúrbios do movimento, caracterizados pela execução de um ou mais movimentos ou de uma ou mais vocalizações de forma súbita, não rítmica, esteriotipada, rápida e recorrente. Por não ser uma atitude comum aos olhos da sociedade, muitas pessoas que tem esse tipo de “mania” acabam sendo discriminadas em grupos de amizades, empregos ou até mesmo no âmbito familiar.
O importante é não confundir uma simples mania com a necessidade incontrolável e prejudicial de realizar tiques.Os tiques costumam afetar até 20% das crianças, mas em geral desaparecem espontaneamente em menos de três meses. Caso contrário, há suspeitas de tiques crônicos ou Síndrome de Tourette, a qual acomete 1% da população mundial.A Síndrome de Tourette é caracterizada pela presença de múltiplos tiques motores e ao menos um tique vocal, muitas vezes associados ao Déficit de Atenção e Hiperatividade, Transtorno Obsessivo-Compulsivo, Transtornos de Ansiedade, irritabilidade e/ou Depressão.
Para ser diagnosticado como Síndrome de Tourette, os tiques devem surgir antes dos 18 anos de idade, sendo que em aproximadamente metade dos casos, os primeiros sintomas consistem em um tique isolado – comumente o piscar de olhos. A idade média para o início dos sintomas da síndrome é entre os 6 e 7 anos, porém, pode ter início desde os dois anos de idade. Acredita-se que a Síndrome de Tourette é mais frequente do que se supunha. Estima-se que a prevalência seja de 5 a 30 em 10.000 crianças e 1 a 2 em 10.000 adultos, e que ocorre em média de 3 a 5 vezes mais em homens do que em mulheres. As causas desta intrigante síndrome ainda não são bem definidas, porém, as opiniões dividem-se entre fatores genéticos, perinatais, psicológicos e neurobiológicos.
A Síndrome de Tourette não tem cura, mas geralmente há considerável diminuição dos sintomas na idade adulta. Entretanto no período entre os 10 e 15 anos de idade, os portadores apresentam piora em seu quadro clínico. Alguns medicamentos, como estabilizadores de humor, ansiolíticos e antipsicóticos podem aliviar os sintomas da síndrome, por isso, torna-se essencial que pessoas que apresentam estes sintomas procurem ajuda de neurologistas ou psiquiátras. Juntamente ao tratamento medicamentoso, é aconselhável que os portadores se atenham as seguintes questões: realizem atividades físicas aeróbicas, a fim de aliviar suas tensões e descarregar suas energias (frequentemente acumulada com a tentativa da contenção dos tiques); diminuam a ingestão de alimentos que contém muito corante ou que sejam estimulantes, como a cafeína e o chocolate; e procurem à ajuda de um psicoterapeuta. Ele poderá trabalhar com o paciente questões como: sua auto-aceitação, aceitação de suas diferenças e seu enfrentamento para a problemática perante a sociedade; os transtornos de comportamento associados à presença dos tiques; o entendimento do processo da vontade de executar os tiques; ser um “porto seguro” para que o paciente e seus familiares (os quais geralmente sofrem muito com a situação do portador) possam trabalhar suas emoções, sentimentos e pensamentos frente à presença da Síndrome de Tourette em suas vidas; e o auxílio na entrega ao relaxamento corporal e mental, através de técnicas para tal, a fim de aliviar suas tensões e sua ansiedade.
O esclarecimento sobre esta síndrome tão curiosa e intrigante, porém tão pouco conhecida por profissionais de diversas áreas e, consequentemente, pela população em geral, pode ser um incentivo para que portadores e familiares sintam-se protegidos e aceitos em sua diferença. Mais sofrido que ter os sintomas típicos da síndrome de Tourette, muitas vezes, é a ignorância de profissionais e da sociedade em geral sobre o assunto, trazendo como consequência ao portador o rótulo de diferente e curioso, e com isso, muitas vezes a exclusão do mesmo de ocasiões às quais ele gostaria de participar – seja por desprezo ou vergonha das pessoas em geral ou por vergonha do próprio portador
.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Personalidade Expresso Elas - Clarice Lispector

Selecionei algumas frases de Clarice Lispector. #lercomcoração#
"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento"
"Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.."
"Saudade é um pouco como fome. Só passa quando se come a presença. Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco: quer-se absorver a outra pessoa toda. Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida."
"Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: quero uma verdade inventada."
"E se me achar esquisita, respeite também. Até eu fui obrigada a me respeitar."

Personalidade Expresso Elas - Clarice Lispector

Olá pessoal!!
Estou adorando ser blogueira. Já me considero uma, viu? (rsrr)A novidade começa hoje (ui!!). A partir de agora, toda semana, homenagearei uma mulher. Expresso Elas, faz sentido, né? Nada contra os homens, hein? Uma personalidade!!! Famosa ou não, ai vai depender da minha inspiração ou sugestões, que serão aceitas. É isso mesmo! Uma personalidade que faz parte da minha vida (desconhecida de vocês), ou uma que faz ou fez história na nossa vida social, cultural, econômica, política e etc e tal. Também pode ser você, por que não? Já faz parte da minha vida (lindo isso, hein?). Durante toda semana abordaremos algum fato ou trabalho dessa pessoa. Combinado?
A primeira grande personalidade é a escritora Clarice Lispector (linda na foto, olha a sobrancelha). Já devem ter lido alguns escritos dela aqui no blog. Adoro sua ousadia e mistério. Segue alguns trechos de sua biografia. Artigo do site Clarice Lispector. #admiromuitoessamulher#
1920- Clarice Lispector nasce em Tchetchelnik, na Ucrânia, no dia 10 de dezembro, tendo recebido o nome de Haia Lispector, terceira filha de Pinkouss e de Mania Lispector. Seu nascimento ocorre durante a viagem de emigração da família em direção à América.
1922- Seu pai consegue, em Bucareste, um passaporte para toda a família no consulado da Rússia. Era fevereiro quando foram para a Alemanha e, no porto de Hamburgo, embarcam no navio "Cuyaba" com destino ao Brasil. Chegam a Maceió em março desse ano.
1928- Passa a freqüentar o Grupo Escolar João Barbalho, naquela cidade, onde aprende a ler. Durante sua infância a família passou por sérias crises financeiras.
1930- Morre a mãe de Clarice no dia 21 de setembro. Nessa época, com nove anos, matricula-se no Collegio Hebreo-Idisch-Brasileiro, onde termina o terceiro ano primário. Estuda piano, hebraico e iídiche. Uma ida ao teatro a inspira e ela escreve "Pobre menina rica", peça em três atos, cujos originais foram perdidos. Seu pai resolve adotar a nacionalidade brasileira.
1931- Inscreve-se para o exame de admissão no Ginásio Pernambucano. Já escrevia suas historinhas, todas recusadas pelo Diário de Pernambuco, que àquela época dedicava uma página às composições infantis. Isso se devia ao fato de que, ao contrário das outras crianças, as histórias de Clarice não tinham enredo e fatos — apenas sensações. Convive com inúmeros primos e primas.
1932- É aprovada no exame de admissão e, junto com sua irmã Tania e sua prima Bertha, ingressa no tradicional Ginásio Pernambucano, fundado em 1825. Passa a visitar a livraria do pai de uma amiga. Lê "Reinações de Narizinho", de Monteiro Lobato, que pegou emprestado, já que não podia comprá-lo.
1933- Seu pai prospera e mudam-se para casa própria, no mesmo bairro.
1934- Pedro, pai de Clarice, em Dezembro desse ano, decide transferir-se para a cidade do Rio de Janeiro.
1935- Viaja para o Rio, em companhia de sua irmã Tania e de seu pai, na terceira classe do vapor inglês "Highland Monarch". Vão morar numa casa alugada perto do Campo de São Cristóvão. Ainda nesse ano, mudam-se para uma casa na Tijuca, na rua Mariz e Barros. No colégio Sílvio Leite, na mesma rua de sua casa, cursa o quarta série ginasial. Lê romances adocicados, próprios para sua idade.
1936- Termina o curso ginasial. Inicia-se na leitura de livros de autores nacionais e estrangeiros mais conhecidos, alugados em uma biblioteca de seu bairro. Conhece os trabalhos de Rachel de Queiroz, Machado de Assis, Eça de Queiroz, Graciliano Ramos, Jorge Amado, Dostoiévski e Júlio Diniz.
1937- Matricula-se no curso complementar (dois últimos anos do curso secundário) visando o ingresso na Faculdade Nacional de Direito da Universidade do Brasil, hoje Universidade Federal do Rio de Janeiro.
1938- Transfere-se para o curso complementar do colégio Andrews, na praia de Botafogo. Às voltas com dificuldades financeiras, dá aulas particulares de português e matemática. A relação professor/aluno seria um dos temas preferidos e recorrentes em toda a sua obra — desde o primeiro romance: Perto do Coração Selvagem. Ao mesmo tempo, aprende datilografia e faz inglês na Cultura Inglesa.
Continua...